Seguradoras vão mudar modelos de negócios por resiliência climática

18, Mai. 2022

Fonte: Insurtech Digital

A Capgemini , uma empresa de consultoria em tecnologia, e a Efma, uma organização global sem fins lucrativos criada por bancos e seguradoras, lançaram recentemente seu Relatório Mundial de Seguros de Propriedade e Acidentes.

O relatório, intitulado 'Walking the Talk: How seguradoras podem liderar a resiliência às mudanças climáticas', destaca que as seguradoras focadas na construção de modelos de negócios resilientes ao clima estarão mais bem posicionadas para gerar uma confiança mais profunda do cliente, aumentando sua relevância e lucratividade e que abordar os impacto de uma das questões mais prementes dos tempos modernos no setor de Seguros.

Descobriu-se que mais de 80% dos clientes individuais e pequenos comerciais do setor de seguros estão cientes das influências climáticas e tomaram pelo menos uma ação sustentável importante nos últimos 12 meses. No entanto, mais precisa ser feito para combater os efeitos prejudiciais das mudanças climáticas, pois apenas 8% das seguradoras pesquisadas são líderes de seguros ou “Campeãs da Resiliência” (descritos no relatório como aqueles com forte governança, recursos avançados de análise de dados, um forte foco na prevenção de riscos e que promovem a resiliência por meio de suas estratégias de subscrição e investimento).

Impulsionando o investimento sustentável

As descobertas do relatório sugerem que uma “estrutura de resiliência climática” é fundamental para construir os recursos necessários em um cenário de risco em mudança. Ele incentiva as seguradoras a repensar os modelos atuais de avaliação de risco, implantar a prevenção de riscos em escala e impulsionar estratégias sustentáveis ​​de investimento e subscrição, indo além de exclusões e desinvestimentos, para criar um ecossistema de resiliência.

“O impacto das mudanças climáticas está forçando as seguradoras a intensificar e desempenhar um papel maior na mitigação de riscos. As seguradoras que priorizam o foco na sustentabilidade tomarão decisões de negócios inteligentes de longo prazo que impactarão positivamente sua relevância e crescimento futuros. A chave é combinar transferências de risco inovadoras com prevenção de risco e atribuir responsabilidade dentro de uma equipe executiva para garantir que as metas sejam lembradas”, disse Seth Rachlin, líder global do setor de seguros da Capgemini.

As seguradoras precisam reconhecer seu papel na sustentabilidade

Para concluir, o relatório sugeriu três ações que podem ajudar as seguradoras em suas jornadas de resiliência climática, além de aumentar sua relevância e lucratividade. Primeiro, foi recomendado que as seguradoras incorporem a resiliência climática em sua estratégia de sustentabilidade corporativa com ações claras atribuídas aos executivos de nível C para garantir propriedade e responsabilidade. Em segundo lugar, as seguradoras devem retrabalhar sua abordagem de inovação para preencher a lacuna entre as metas de longo prazo e o planejamento de curto prazo, incorporando resiliência em toda a cadeia de valor de uma seguradora. Finalmente, as seguradoras devem redesenhar sua estratégia de tecnologia com inovação de produto, experiência do cliente e cidadania corporativa no centro dela. Isso pode ser alcançado integrando tecnologias como IoT, nuvem, IA, ML e computação quântica.

“Embora a maioria das seguradoras reconheça o impacto das mudanças climáticas, há mais a ser feito em termos de ações demonstrativas para desenvolver estratégias de resiliência climática. À medida que os clientes continuam prestando mais atenção ao impacto das mudanças climáticas em suas vidas, as seguradoras precisam destacar seu próprio compromisso, desenvolvendo suas ofertas para reconhecer o papel fundamental que a sustentabilidade desempenha em nosso setor e para se manterem competitivas em um mercado em constante mudança. ” disse John Berry, CEO da Efma.


A ABGR em parceria com o Lloyd's convida a todos para o Webinar: "Como o mercado do Lloyd's funciona".

Dia 19 de maio às 16h00 ao vivo via Zoom.

Salve em sua agenda e participe! Na data e hora acima acesse o link:  

https://lloyds.zoom.us/j/89914285853?pwd=KzBEWTdRa0k1K09DM0lLdkxCalZYQT09

Webinar ID: 899 1428 5853 Password: 346237

Or Telephone: International numbers available:

https://lloyds.zoom.us/u/k2VaA5jsS



Matéria na Revista Insurance Corp Edição 41, pág 38 - Capacitação em alto nível- Parceria ABGR e QSP

A Edição 41 da Revista Insurance Corp traz na pág 38, matéria sobre a parceria ABGR e QSP – Centro da Qualidade, Segurança e Produtividade em prol do desenvolvimento educacional em Gestão de Riscos. Informações sobre o Curso de Capacitação em Gestão de Riscos, que além de capacitar os participantes na norma ISO 31000:2018 também é um curso preparatório para o Exame para obtenção da Certificação Profissional Internacional C31000. O curso preparatório lançou sua 51ª turma em abril, com o exame nacional realizado no dia 27. Uma próxima turma será aberta de 16 a 23 de maio, das 8h30 às 11h30. O exame acontecerá no dia 25 de maio. Outras informações por meio do e-mail abgr@abgr.com.br. Associados ABGR têm desconto para inscrições antecipadas.

Ed. 41 Revista IC: http://insurancecorp.com.br/pt/content/pdf/ic_ed41_2022.




Curso Preparatório e Certificação Profissional Internacional em Gestão de Riscos.

Associados ABGR têm desconto para inscrições antecipadas. Solicite mais informações através do

e-mail: abgr@abgr.com.br 



A ABGR apoia o XVI Fórum IBEF Oil, Gas & Energy 2022 . Participe!

ASSOCIADO ABGR INSCREVA-SE COM DESCONTO CLICANDO EM

https://agenda.ibefrio.org.br/curso/xvi-forum-ibef/?parceiros=ibefrio